Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Cordeirinhos

Ora, estava eu numa fila de trânsito, a levar com o sol em cheio na fonte, e aquele longo momento estava a deixar-me com uma irritação considerável.

Como os veículos teimavam em não avançar, já desesperado, agarro-me à buzina como se não houvesse amanhã, tentando assim disfarçar o rol de vernáculo variado que ia, orgulhosamente, sendo vociferado. (Sim, eu tenho orgulho no meu conhecimento profundo do que de melhor se diz na àrea da asneira, no entanto, de janela aberta dúvido que os condutores ao lado ficassem orgulhosos também.)

O facto de ter procurado descarregar a minha irritação na buzina automóvel, gerou um efeito global de tal forma, na fila que pacientemente esperava, que, qual bola de neve, arranjou-se ali um arraial de buzinadela que me fez soltar umas belas gargalhadas!

E o estimado leitor questiona, e bem, mas é só isto que este muy nobre "blogueiro" tem para nos dizer hoje?!

Claro que não, estimado leitor.

Esta história era apenas para poder servir de analogia a outro tema:

- Os Delfins vão terminar a carreira. (Confusos em relação à temática?)

A comparação que faço é simples.

Houve um gajo que se lembrou de dizer mal dos Delfins, e subitamente, toda a gente começou a descarregar a sua irritação numa (sejamos justos) das maiores bandas portuguesas de todos os tempos.

Naturalmente que tiveram os seus momentos menos bons, mas globalmente deixam-nos um legado de muitas músicas com qualidade, e em português.

Não sou fan de música pop mas, numa altura em que Tonys Carreiras de D'zrts e afins dominam o panorama musical nacional, achei por bem deixar aqui a minha homenagem aos senhores que em breve se irão retirar.

 

publicado por estouocupado às 14:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 5 de Junho de 2009

A solução para todos os males!

É verdade, levando em conta o que os anúncios vão apregoando, os iogurtes são os próximos Messias!

Verdadeiros enviados divinos capazes de salvar nossas vidas, de assuntos tão melindrosos como os incómodos relacionados com o trânsito intestinal.
Sejam eles bifinhos activos ou bolhas protectoras, os iogurtes hoje são muito mais do que um simples fermento de matéria lactea, são verdadeiros curandeiros, que prometem resultados capazes de envergonhar a própria medicina.

Os iogurtes de hoje, ajudam a crescer, a formar ossos saudáveis, ajudam a emagrecer, a prevenir constipações e outras doenças, reforçam as defesas, reduzem apetite, regularizam o transito intestinal, reduzem o colesterol, e fazem isto tudo com sabor a morango! O que podemos pedir mais?

Quando entro nas zonas frias dos supermercados, tenho a sensação que entrei numa farmácia, já não há só iogurtes, há apenas medicamentos.

No entanto, sinto que estas novas empresas lacteo-farmaceuticas têm ainda um longo caminho a percorrer. Urge o desenvolvimento de iogurtes para a micose, por exemplo! Ou uma sobremesa lactea que combata o esquentamento! Façam um iogurte contra a queda de cabelo! Apliquem-se a fermentar uma solução para a caspa!

publicado por estouocupado às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009

Falando sobre animais...

Hoje como tema de reflexão decidi incidir na fauna!

 

A julgar por algumas notícias que já fizeram capas de alguns jornais, parece haver uma estranha relação entre a pastorícia e o euromilhões!

É que já não é a primeira vez que um pastor fica milionário, e depois põe-se a mostrar o rebanho à imprensa.

Tendo em conta a taxa de sucesso ao jogo, estou a pensar sériamente em comprar uma ovelha...

 

Outro tema interessante: o cão do Obama (neste preciso momento, e depois de escrever o nome do Presidente Americano, o Echelon está a processar o que escrevo, pelo que vou ser cuidadoso)

O cão do Obama é Português, quanto a isso nada de novo, será mais um Português a receber ordens dos Americanos... O que mais surpreende nisto tudo é o mediatismo que é dado ao espécime canino! A quantidade de reportagens que já foi feita é ridícula. Vão ao extremo de consultar especialistas e lhes dar tempo de antena, para analisar o pelo do cão, as suas características, o seu comportamento, os traumas psicológicos que o mediatismo lhe pode trazer... enfim, era bonito ver o empenho demonstrado neste caso reflectido em assuntos de real interesse global.

No entanto, há um aspecto positivo que tenho que referir, deve ser a primeira vez que um político cumpre uma promessa eleitoral.

 

E por falar em canídeos, há três coisas que uma mulher não resiste: que lhe digam que está mais magra, cartões de crédito, e cachorrinhos.

Ver um cão bébé derrete o coração de qualquer produtora de estrogénio!

Ainda recentemente confirmei isso numa sala de cinema, em que se ouviu um sunoro e feminino "Oooooh" (dizer isto seguido de um "tão fofo") ao surgir no ecran a imagem de alguns cachorros.

Um conselho aos senhores solteiros, arranjem um cão, e ponham-no em acção antes que ele cresça!

 

publicado por estouocupado às 03:08
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

A crise está mesmo aí!

Tenho estado ocupado... mas não posso deixar de comentar uma notícia que me chocou, de certa forma!

 

Acontece que a indústria (?) da pornografia pediu uma ajuda de 5 mil milhões de dólares, ao governo americano, para conseguir enfrentar a crise!

Isto é rigorosamente verdade!

 

Duas coisas há a dizer sobre o assunto:

 

- Primeiro, inquieta-me que se chame "industria" à pornografia! A expressão não é feliz. Quando penso em industria penso em calçado, em texteis, em componentes electrónicos, aço, madeira, vidro, coisas que muito sinceramente não me despertam a libido! Pelo menos a mim. Eu proporia que se chamasse antes só "comércio da pornografia", ou então "actividade pornográfica". É algo mais simples e não tem o dom desactivador libidinal que o termo industrial proporciona (que culta esta frase). Bom, se fizerem questão em utilizar o termo "industria", que seja então "industria das carnes", sempre leva o termo para o lado mais obscuro da mente, mas de uma forma subtil... e ao mesmo tempo mais eficaz!

"- A industria das carnes pediu uma ajuda de 5 mil milhões de euros..." - Sim senhor, toda a gente concorda, a chicha é fundamental na dieta, venha de lá essa ajuda!

 

- Segundo: Só agora consegui compreender a verdadeira dimensão da crise que atravessamos!

É que até à pouco tempo apenas os filhos pediam ajuda, mas agora também as mães a pedem...... estamos realmente mal!

 

publicado por estouocupado às 16:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Fabrique você mesmo...

Hoje fiquei especialmente satisfeito por, a determinada altura da minha vida, ter escolhido o design como profissão. Não que isso me esteja a deixar especialmente rico, ou famoso, pelo contrário, mas sim porque me senti verdadeiramente preparado para o enorme desafio que é comprar e montar uma cadeira!

 

É verdade minha gente!

Acho que o conceito do "monte você mesmo" está a ser levado demasiado à letra!

E a culpa é do ikea (ou iqueia como quiserem pronunciar)!

 

Eu confesso, o conceito geral do ikea deixa-me nervoso! Quando dizem que projectam primeiro o preço, antes do produto, estão mesmo a pedi-las... Até pode resultar bem em termos de marketing, e até podem conseguir vender umas coisitas... mas o design não é isso. Há demasiados factores que têm de ser tomados em conta, antes de chegarmos ao preço do objecto, e se assim não for o produto só pode falhar nalgum deles, mas enfim... já estou a divagar. É lógico que nem tudo é mau, há muito boas soluções, mas geralmente são sempre as mais caras, e portanto as que não se englobam no conceito principal da marca...

Voltando à cadeira, pois bem, este conceito de montar o mobiliário parece claramente uma desculpa para as empresas se verem livres desse problema, e ao mesmo tempo poderem cobrar mais uns trocos aos menos habilidosos! Não faz sentido que hoje em dia se tenha de montar em casa tudo o que se compra!

Isto porque a grande maioria do mobiliário não está projectado para ser montado pelo público em geral, sem grande perícia ou sem ferramentas adequadas. Portanto, montar uma simples cadeira de escritório pode ser (e é) uma verdadeira dor de cabeça!

Pagamos bom dinheiro pelo objecto e depois, ou pagamos quase tanto como custou para ficar a funcionar, ou então ficamos com uma bela caixa de cartão que até deu jeito a transportar mas que não é tão confortável ao sentar. Há ainda a hipótese de perdermos bastante tempo e calorias a tentar montar o objecto, com a preciosa ajuda dos livros de instruções, que não são mais do que o desenho de uma cadeira montada, com a indicação de onde devem apertar os parafusos... Bom eu acho que ainda consigo distinguir o que é para fazer quando tenho um parafuso na mão e uma rosca na cadeira... o problema era mesmo o processo até ela ficar montada... mas obrigado na mesma aos senhores que desenharam a cadeira naquela folhinha branca.

 

publicado por estouocupado às 19:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Publicidade

Estava a ler uma revista semanal muito conhecida, (não digo o nome porque não me pagam para fazer publicidade, e já vão perceber esta frase...) e deparo-me com um artigo sobre uma empresa que vai vender publicidade em... cabides...
Bem haveria muito que dizer sobre o objecto em particular, mas apetece-me ir um pouco mais além.
Confesso que sou muito critico quanto à utilização massiva da publicidade.
Gosto de ver publicidade, se for boa, e não sou contra o acto publicitário em si. É impossivel imaginar a sociedade moderna sem propaganda comecial. No entanto, acho que se está a chegar a um ponto em que se está a tornar insuportável.
Tudo vale para chegar aos olhos das pessoas: nas estradas, nas paragens de autocarro, nos próprios autocarros, nos taxis, no metro, nos passeios - tapando muitas vezes a visibilidade de quem conduz, nas fachadas dos prédios - desvirtuando a arquitectura dos edificios (ou nalguns casos fazendo um favor ao mante-los tapados, diga-se) toneladas de papeis nas caixas do correio, horas seguidas de publicidade na televisão, o verso dos talões dos supermercados e bombas de gasolina, centenas de smarts nas estradas (há alguém que se vai manifestar quanto a isto)... Enfim, demasiada informação, demasiada poluição!
Tem de ser viver com publicidade e a partir da publicidade, mas tudo o que é demais enjoa!
Dizer isto como designer é quase dar um tiro no próprio pé, mas seja como for acho que tem de haver mais respeito.
Até os cabides já não se safam...

 

Por falar em publicidade, será que nenhuma empresa quer patrocinar o meu cantinho...?! É que ali a Super-Bock não me está a pagar nada pa estar a usar isto...

publicado por estouocupado às 16:25
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007

Azáfama Europeia

Pois é, nos dias que correm é quase impossivel não fazer referência a toda a azáfama europeia que tem invadido o pais, e em particular a capital.

Já há muito tempo que não se falava tanto em Portugal, como nos ultimos tempos!

Lisboa está tão na moda que até o New York Times a colocou em 2º lugar numa lista de locais a visitar no ano 2008... para quem não acredita confira aqui pfv

Agora sim senhor, isto é tudo muito bonito e tal, mas o que é que os portugueses ganham com tanta exposição medática?!

Bom, acho que cabe a cada um de nós tentar descobrir o que de melhor se consegue retirar desta correria toda! Principalmente se estivermos parados numa fila de trânsito provocada por essa mesma correria.

Antes demais julgo que é giro, para quem está a pensar gastar uns bom milhares num carrito, ver a variedade de veículos que circulam a alta velocidade pelas nossas estradas enquanto estamos parados. Assim sabe-se logo qual o aspecto, compara-se estilos, a que velocidade conseguem chegar, enfim essas coisas todas que costumam anteceder a compra de um automóvel.

Mas acima de tudo, julgo que com esta história toda consegui finalmente perceber para que serve um Presidente da República!

Não sou apoiante da monarquia, longe disso, mas nunca tinha percebido ao certo a real importância do Presidente. Até hoje.

Muito bem, segundo deu a entender, o Presidente deve ser uma espécie de cozinheiro da malta que governa. Senão vejamos, quem toma as decisões todas, e quem tem o "trabalho" é o Primeiro-Ministro e os seus Ministros. Quando está tudo acabado, vão todos comer a casa do Presidente.

Pelo menos só o mencionam nas notícias a dizer que vai oferecer um banquete ali, uma festa acolá... enfim, agradeço à UE por esta ajuda que me deu. Hoje sou um homem mais culto!

publicado por estouocupado às 15:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Cordeirinhos

. A solução para todos os m...

. Falando sobre animais...

. A crise está mesmo aí!

. Fabrique você mesmo...

. Publicidade

. Azáfama Europeia

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

Add to Technorati Favorites

.Amigos

qqcoisa
martuxa

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!

.subscrever feeds